quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Sparks e Roxy Music



















O disco Kimono My House, dos Sparks, saiu em Maio de 1974, e durante o ano, foi divulgado extensivamente, pela Página Um.

O tema de abertura, This town ain´t big enough for both of us, enérgico e de originalidade vocal e instrumental, na sequência de um certo glamour-rock, atinava o ouvinte para o tema seguinte, precisamente Amateur Hour, do mesmo género. E a seguinte, idem. O resto ia todo de embalada.

A experiência sonora, pela originalidade vocal e instrumental, só encontraria paralelo num dos primeiros singles dos Queen, Seven seas of rhye.

Na altura, um amigo meu, arranjara o disco e ouvíamo-lo vezes sem conta, do princípio ao fim.

Ainda mal digeriamos o som deste LP, quando, logo em Janeiro de 1975, a mesma Página Um, começa a passar os acordes de teclado de Never turn your back on mother earth, do LP seguinte, Propaganda. Este, em competição com o LP Country Life dos Roxy Music.


Na minha classificação pessoal desse mês de 1974, figurava o Roxy Music em primeiro lugar, certamente por causa de Prairie Rose ou The Thrill of it all que ainda hoje ouço com o mesmo gosto. A seguir, os Sparks, depois os Man ( Slow Motion) os Barclay James Harvest e os Splinter e Rolling Stones, de It´s only rock n´roll.

Quanto aos Sparks, ficava por vezes todo o programa à coca, para ouvir o tema, nas primeiras vezes. Na emissão de 13.1.1975, passou em último lugar...

A capa do disco dos Roxy, entretanto, sofria adaptações, conforme o país onde saía. A imagem da direita é do disco do...Canadá.



















2 comentários:

blog1 disse...

Conhece a versão dos Humanos do tema dos Sparks ?


http://clan-blog.blogspot.com/2008/02/humanos-ao-vivo-em-verso-dos-sparks.html

josé disse...

Obrigado pela indicação. Está muito boa a versão.